Teoriasfilosoficas’s Weblog

Just another WordPress.com weblog

Idade Moderna e Idade Contemporânea Maio 16, 2008

Filed under: Idade Moderna e Idade Contemporânea,Trabalhos 3ºPeríodo — teoriasfilosoficas @ 11:30 am

Comentários

(Trabalho realizado com Patrícia Catarino)

Anúncios
 

Idade Contemporânea

Filed under: Idade Moderna e Idade Contemporânea,Trabalhos 3ºPeríodo — teoriasfilosoficas @ 11:11 am

 

Terrorismo

Os atentados de 11 de setembro consistiram numa série de ataques suicídas coordenados pela Al-Qaeda contra alvos civis nos Estados Unidos da América a 11 de Setembro de 2001.

Para se ter uma ideia quantitativa do arrasador resultado, só o ataque em si excedeu o saldo de aproximadamente 2400 militares norte-americanos mortos no ataque sem aviso prévio dos japoneses à base naval de Pearl Harbor em 1941. Além disso, estas terríveis acções foram caprichosamente planeadas e direccionadas aos ícones americanos, praticadas impunemente tendo como simples armas aviões comerciais.

 

Conquista Espacial

A disputa entre Estados Unidos e União Soviética (URSS) pela conquista do espaço foi o grande impulso para a exploração espacial e resultou em grandes avanços científicos, tecnológicos e descobertas importantes. Em 1957, a URSS saiu na frente, lançando o Sputnik 1, o primeiro satélite artificial a entrar em órbita. Uma semana depois, foi lançado o Sputnik 2, com a cadela Laika, o primeiro ser vivo a ir para o espaço.

O projecto soviético para enviar o homem à Lua começou com a nave Soyuz 1, mas foram os americanos os primeiros a chegarem à superfície lunar em 20 de Julho de 1969, quando o módulo lunar Eagle, da nave Apollo 11, pousou no solo e o primeiro homem a pisar na Lua, Neil Armstrong deu fim à corrida espacial. A famosa frase do astronauta tornou-se célebre na História do século XX:

 “Um pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a Humanidade”.

 

Idade Moderna

Filed under: Idade Moderna e Idade Contemporânea,Trabalhos 3ºPeríodo — teoriasfilosoficas @ 10:29 am

Descobrimentos

Ao longo do século XIV, toda a Europa atravessava uma grave crise económica. Portugal não era excepção. Todos os grupos sociais procuravam expandir-se em busca de uma nova vida, mas a paz com Castela cedo definiu as fronteiras portuguesas. No entanto, o contacto com o mar fez-nos um povo de marinheiros e pescadores, atraídos pelo desconhecido. A situação geográfica de Portugal, a sudoeste da Europa, com a sua faixa litoral voltada para o Atlântico e com uma costa recortada com bons portos, era propícia à navegação. O país voltou-se para o mar, Portugal lançou-se na Expansão Mar.

 

Renascimento

O Renascimento (termo proveniente de «renascer») caracteriza-se essencialmente por dois aspectos fundamentais: o interesse pelo saber e o interesse pela cultura. Estes ideais, provenientes dos antigos Gregos e Romanos, marcaram fortemente este período, de grandes descobertas e explorações, com notáveis avanços na Ciência e na Astronomia. Deixa de existir a visão teocêntrica do Homem da Idade Média, isto é, Deus deixa de ser razão para todas as explicações acerca do Universo.